terça-feira, 28 de julho de 2009

"Monumento ao Aleijadinho", de Sylvio de Vasconcellos, que pode ser visto no campus Pampulha...
















Sylvio de Vasconcellos pertenceu a uma rara estirpe de intelectuais que soube ser competente em tudo que realizou: foi arquiteto e urbanista brilhante, professor exemplar, pesquisador incansável, escritor e crítico de arte apaixonado pela cultura, arte e arquitetura de Minas.

Agora, parte de sua produção intelectual está disponível para seus admiradores e para os estudiosos da Arquitetura. O BDMG Cultural lançou Arquitetura, Arte e Cidade - Textos reunidos, coletânea de artigos, ensaios e crônicas escritas por Sylvio de Vasconcellos ao longo de sua carreira.

A obra é resultado do esforço do Programa de Ensino Tutorial (PET), da Escola de Arquitetura da UFMG, em resgatar a memória da Unidade. Foi organizada pela professora Celina Borges Lemos, do departamento de Análise Crítica e História da Arquitetura, que coletou e organizou textos do arquiteto publicados em edições já esgotadas, além de alguns inéditos e outros escritos por ele no exílio.

Para a professora Celina, o livro é uma homenagem à inestimável contribuição do pesquisador para os estudos da arquitetura de Minas. "Sylvio realizou um trabalho audacioso e heróico, ao descobrir as peculiaridades e sofisticações que engendraram a construção do espaço, da arte e da arquitetura mineira", argumenta a professora, acrescentando que Vasconcellos foi responsável pela incorporação dos conceitos de cultura e arte nos estudos sobre arquitetura. "Mesmo depois de 25 anos de sua morte, os estudos preservam sua originalidade, relevância e atualidade".

Nenhum comentário:

Postar um comentário