domingo, 26 de julho de 2009

Sylvio de Vasconcellos

















Sylvio de Vasconcellos pertenceu a uma rara estirpe de intelectuais que soube ser competente em tudo que realizou: foi arquiteto e urbanista brilhante, professor exemplar, pesquisador incansável, escritor e crítico de arte apaixonado pela cultura, a arte e a arquitetura mineiras.


O mestre e o discípulo...

Passei a minha infância em São Paulo na região de Perdizes, onde tive contato com os primeiros espaços de casas construídas em lotes estreitos e profundos.
Cheguei a BH com a missão de fazer engenharia para construir casas.
Descobri a escola de aquitetura onde prestei vestibular e passei em sétimo lugar.
Dediquei-me aos meus estudos com afinco, casei-me com Andréa de Vasconcellos, filha do então diretor da Escola de Arquitetura.
Passei a conhecer e admirar o meu sogro Sylvio de Vasconcellos, filho de Salomão de Vasconcellos, historiador e neto de Diogo de Vasconcellos também historiador que deu nome a Praça da Savassi por muitos anos, quando a cultura chegava à frente dos negócios.
“A arquitetura diferencia-se das outras artes porque ela é espaço”, como ele sempre dizia e com a experiência que adquiri nesta tenra idade em São Paulo levei estes dizeres do Professor Sylvio de Vasconcellos muito a sério e me aprofundei em arquitetura funcionalista, que merece um futuro post sobre estes detalhes que fizeram da minha carreira um sucesso.
Mas quando olho o espaço que aproveitei para projetar o lavabo em minha casa em Ouro Preto e lembro das palavras do meu amigo Lindolfo, que parece um banheiro de avião pelo tamanho, mas que cumpre a sua missão com charme e elegância para os meus amigos da “ Gestão do Prazer, penso que se o saudoso Professor Sylvio de Vasconcellos estivesse vivo , se emocionaria com o seu aluno e discípulo.
Sylvio de Vasconcellos e Rubem Alves me fizeram ser este homem profissional e espiritual que me tornei.
Agradeço a eles por tudo que me proporcionaram e para homenageá-los vou postar a partir de hoje alguns de seus trabalhos em arquitetura, literatura, filosofia, espiritualidade e outros temas que sempre me emocionaram.
Precisamos resgatar a história desta cidade e o nosso saudoso Sylvio de Vasconcellos é parte integrante deste memorial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário