sábado, 6 de fevereiro de 2010

Auditório Oscar Niemeyer na Itália...

Com três dias de concertos musicais, um festival de cinema, shows de dança e uma exposição, foi inaugurada no dia 29/01/2010, na cidade de Ravello, na Itália, o Auditório Oscar Niemeyer.














A Cidade de Ravello, na Itália, ganhou finalmente um presente pelo qual espera há dez anos, o Auditório Oscar Niemeyer.
A obra passou uma década envolvida em polêmicas ambientais e legais até ser finalmente concluída.
Ela foi projetada toda em cimento armado pelo arquiteto brasileiro de 102 anos e pode ser vista de longe, debruçada sobre um precipício junto ao mar, num pequeno trecho da costa Amalfitana, no sul da Itália.
A construção custou 18,5 milhões de euros, ou RS$ 48 milhões, financiados pela União Europeia.

Obstáculos

Niemeyer começou a projetar o auditório em 2000, a pedido do amigo Domenico De Masi, sociólogo que preside a Fundação Ravello, que encomendou a obra.
O projeto demorou para sair do papel por causa de uma lei local que impede novas construções na cidade, de apenas 2,5 mil habitantes.
"A última grande construção em Ravello foi a Vila Rufolo, no século 11, que marcou a entrada da cidade no segundo milênio", disse De Masi à BBC Brasil.
Baseada nessa legislação, a organização Itália Nostra, voltada para a defesa do patrimônio cultural, histórico e ambiental do país, acionou a Justiça para impedir a construção do auditório.
Depois de oito ações judiciais obstruindo a obra, o auditório finalmente saiu do papel quando o governo da região de Campânia aprovou uma lei regional se sobrepondo às restrições locais de Ravello e liberando a construção.
"A construção do auditório foi um primeiro milagre diante da burocracia do país.
O segundo milagre foi deixar praticamente todas as pessoas a favor do projeto", diz De Masi.
Para o sociólogo, assim como a vila Rufolo marcou a entrada da cidade no segundo milênio, o auditório Niemeyer lança agora Ravello no terceiro.

Fonte: Internet.

Um comentário: