segunda-feira, 31 de maio de 2010

Exposição Onde a Água Encontra a Terra em Belo Horizonte...

O Centro de Arte Contemporânea e Fotografia da Fundação Clóvis Salgado recebe, desde o dia 8 de maio, a exposição Onde a Água Encontra a Terra.















A mostra levará o público a pensar e discutir as relações entre dois elementos da natureza - água e terra – passando por questões fundamentais da teoria da Cultura.
Com curadoria de Paulo Herkenhoff, as imagens registradas pela americana Carol Armstrong e pelos brasileiros Fernando Azevedo e Leonardo Kossoy propõem uma nova perspectiva para a abordagem da fotografia.
A exposição fica aberta até o dia 27 de junho e a entrada é franca.
No dia 9 de junho haverá um encontro com o curador Paulo Herkenhoff às 19h, no Centro de Arte Contemporânea e Fotografia.
Neste encontro, também gratuito, o curador da Bienal de São Paulo e uma das maiores autoridades do país no campo da arte contemporânea, conversa com o público sobre a proposta da exposição e os trabalhos dos fotógrafos.
A exposição é mais uma das atividades que celebram os 40 anos da Fundação Clóvis Salgado, completados em 2010.
As 53 obras estabelecem nexos da presença da água na fronteira com a terra, marcantes na produção de cada um deles.
Rio, mar, oceano, chuva, piscina ou poça.
Praia, muro, ilha, ponte, represa, piscina ou calçada.
Em Onde a Água Encontra a Terra dá sentido a cada imagem e ao conjunto delas, passando pela filosofia, pela literatura e pela história da arte.
O projeto da mostra surgiu no início de 2007, quando Fernando Azevedo, Leonardo Kossoy e Carol Armstrong se reuniram em Nova Iorque para discutir uma exposição que também se desdobrasse em uma discussão das relações entre imagem e teoria da cultura.
A partir de fotografias particulares que indicavam certos interesses teóricos e situações das imagens, o grupo chegou às bases do formato que será apresentado ao público em Belo Horizonte, e que já passou pelo Rio de Janeiro e São Paulo.

Carol Armstrong

A fotógrafa nasceu em Nova Jersey e é professora de história da arte da Universidade de Yale (EUA). Carol é articulista da revista de arte nova-iorquina Artforum, uma das principais e mais representativas publicações da área em todo o mundo.
Ela é considerada a maior autoridade dos Estados Unidos em estudos relacionados ao gênero feminino, como pensadora da feminilidade e sua representação na criação artística.
Em 2005 realizou a exposição Pink, abordando a intercessão entre feminilidade e arte.
Entre os prêmios que recebeu, destaca-se o Guggenheim Fellowship (1994-1995), em reconhecimento à sua excepcional habilidade criativa no campo das artes.

Fernando Azevedo

Nasceu no Rio de Janeiro e é mestre em filosofia e história da arte pela City University de Nova York, com especialização em pintura pelo Pratt Institute. Com extensa carreira como curador de exposições de fotografia, crítico de arte e ilustrador, a exposição Onde a Água Encontra a Terra é sua primeira participação em mostras. Já colaborou regularmente com as revistas Art Nexus e Arte Internacional, editada pelo Museu de Arte Moderna de Bogotá.

Leonardo Kossoy

O artista nasceu em São Paulo e tem bacharel em direito com vivência no campo empresarial.
Desde os anos 60 dedica-se às artes através da qual, juntamente com a literatura, forma-se seu olhar fotográfico. Kossoy fotografa todo ano pelo território do Mediterrâneo, estabelecendo relações entre luz, geografia, história da arte e fotografia.
Expondo regularmente em Nova York, São Paulo e Rio de Janeiro, Desoriente: o Eu Nômade e Espanhas/Spains foram seus mais recentes trabalhos no Brasil.

Evento: Onde a Água Encontra a Terra
Data: 8 de maio a 27 de junho de 2010
Horário: terça a domingo: 12h às 19h / quinta-feira: 12h às 21h
Local: Centro de Arte Contemporânea e Fotografia, avenida Afonso Pena, nº 737, Centro, Belo Horizonte
Entrada Franca
Informações: (31) 3236-7400

Nenhum comentário:

Postar um comentário